segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

O Zeca ... e o mês de Fevereiro

Fora ainda e agora vivo, e o meu irmão, o Zeca, teria feito, ontem, cinquenta anos; meio século …
Porém, o Zeca – faz, agora em Abril p.f, dez anos – "partiu" quando tinha, então, 40 anos …
Morreu num palco da Guarda quando e enquanto actuava com os (seus) “Quinta Punkada”.
Há quem diga que morrer num palco é o sonho de qualquer músico ...
Pode ser.
Contudo, o Zeca “partiu” sem ter tido tempo e tão pouco a delicadeza de se despedir; dos Filhos - o Pedro e o Miguel - da Família, dos Amigos …
Depois desta "desfeita", o Zeca será, sempre, um i-n-g-r-a-t-o ...
Aquele abraço e até sempre, Zeca !!!

5 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Carlos,
O tempo voa quase sem darmos por isso. E já faz dez anos que o Zeca ( Francisco para os Amigos do Continente/Coimbra )sem qualquer aviso prévio decidiu partir.
Sou obrigado a recordar-me do Francisco sempre que em visita à Quinta me deparo com a placa idenficativa da Sala de Música à qual a Direcção da Escola - e bem -decidiu emprestar o Seu nome.
Um grande abraço,
Rui

AVCarvalho disse...

Um abraço, apenas.
Pela dolorosa memória.

AVCarvalho

gustavo jose disse...

eu como amigo de sempre so quero recordar os bons momentos,que passsamos juntos e na brincadeira porque a serio so o dia a dia,um abraço amigo e comovido Gustavon Jose e familia

Carlos Borges Sousa disse...

Ao Rui ao AVCarvalho e ao meu Amigo de/do Peito, o Gustavo, a Todos e a Cada Um, aquele abraço solidário.
CBS

Anónimo disse...

Caro Carlos,
Aqui, onde o Zequinha passou uns tempos memoraveis o sentimento da partida nao existe. Foram tantas e tao boas as memorias que os seus sons, o seu sorriso,a sua constante boa disposicao e a sua amizade marcam presenca diaria no nosso quotidiano. Daqui dos EUA o Zequinha nunca partiu, apenas se ausentou por algum tempo.
O rapaz do "carro Verde" como lhe chamavamos, ficara para sempre na nossa memoria como estou convicto nos na dele.
Um grande abraco.

L.A. Melim