terça-feira, 23 de junho de 2009

A propósito de um manifesto dito económico

São 28 e deram-se ao trabalho de escrever um manifesto.
Para o mais venenoso dos cronistas nacionais, eles "são os grandes nomes do país", a "elite incontestável e prestigiada" da nação.
Tem toda a razão. O problema começa precisamente aí.
Eles são, de facto, os rostos económicos da elite nacional.
A pergunta é: ganhámos muito com ela?
Ler mais ...
( Artigo de Miguel Portas, in Esquerda.net)

1 comentário:

AVCarvalho disse...

Já elaborei também o meu comentário, situado apenas na 'credibilidade' dos ditos economistas - como se isso fosse o essencial a reter. Talvez o objectivo seja mesmo esse, dar peso à mensagem, porque o seu conteúdo há muito era conhecido, o inefável PR Cavaco tem sido o seu principal paladino (acolitado pela sua fiel Manuela). Daí talvez o intenso brilho que esta plêiade de notáveis tenha produzido no vinagrento VPV ou até no mais circunspecto - mas não menos enfeudado - Barreto. Enfim, todos eles se tratam (e são tratados) bem de mais! Como dizia um comentador noutro Blog (presumo que no Ladrões...), não passam de uns 'coiros e carrapatos'...
Demasiado óbvios, mesmo!