domingo, 10 de maio de 2009

O atraso …

Já se sabe que, tratando-se de viajar para os USA, nunca se pode projectar o horário de chegada do avião : com exactidão …
Ontem, quando nos encontrávamos a cerca de 50 minutos do Aeroporto de Newark, o Comandante da TAP lá anunciou mais ou menos o seguinte : “ senhores passageiros, devido ao intenso tráfego que se verifica no Aeroporto de Newark, temos que aguardar instruções para aterragem, pelo que o horário de chegada do nosso voo está ligeiramente atrasado “
E, para não variar, assim foi : aterramos, com um ligeiro atraso …
Depois, houve que cumprir com as formalidades alfandegárias: e, também e ai, devido ao fluxo de passageiros, houve lugar a tempo de espera, a atraso …
Tudo isso não seria importante se não estivesse balizado, muito apertado com horários, dado que deveria apanhar um comboio que me levaria até Bóston.
Ora, com tantos e involuntários atrasos, já me aprestava para comprar bilhete para o comboio das 18h, quando o funcionário da estação me questiona se não pretenderia, outrossim, aproveitar o das 16h19m que, imagine-se, estava atrasado …
E, assim, por obra e grassa de um atraso de comboio, acabei por chegar a horas decentes (?) e abraçar o Manuel e Sara, meus Amigos que, em Bóston, me esperavam …
E, logo, ontem, que nos USA, foi o Dia Nacional dos Comboios, é caso para se dizer : bendito atraso …

1 comentário:

AVCarvalho disse...

Mal acabado de chegar, com tanto mar pelo meio, eis que nos surge o relato dos acontecimentos. E onde constatamos que, nos USA, pelo menos nos transportes, a pontualidade não é britânica, a disciplina não é germânica, parece assemelhar-se mais a uma odisseia lusa!
Pois então boas crónicas e um abraço do tamanho do Atlântico.