quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Contra a corrupção, nunca se meta com a Justiça

" ... Da próxima vez que alguém lhe disser que confia na Justiça portuguesa, sorria. Da próxima vez que alguém da Justiça lhe disser que o combate à corrupção é uma prioridade, pode mesmo soltar uma gargalhada sonora. Talvez assim, com bom humor, percebam o crédito que merecem..."

Por : Daniel Oliveira, in Expresso

1 comentário:

AVCarvalho disse...

O caso por trás do comentário do Daniel Oliveira é exemplar do estado 'desta' justiça. Exemplar e, no mínimo, surreal (não ofendo os surrealistas com tamanha ignomínia!). Que seja apenas admitir-se que ‘alguém’ pode ser condenado por chamar corrupto a ‘alguém’ condenado por corrupção (!!!), é só por si razão bastante para o descrédito de um sistema judicial que tal promove (magistrados) e aceita fazê-lo (juízes). O certo é que o caso está em julgamento e o MP pediu a condenação por crime de difamação agravada!
Já agora tenho curiosidade em saber o desfecho desta pantomina! A leitura da sentença está marcada – pelo ‘meritíssimo’ – para 25 de Março próximo.